sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

da loucura

A vontade de gritar
Quem de vocês será louco o bastante
Para me ver ou ouvir?
Tudo aconteceu faz tanto tempo!!!
O que me faz querer aquela dor

O físico não entende nada disto
Correntes
Movimentos
Quedas:
A lua – você conseguiu
Tente mais uma vez

(*)


Deus!
Você pergunta-se – existe Deus?
_ Vá ao Recanto!
A concordância da Natureza
_ Acaso tentastes experimentar o mistério?
As crianças com suas professoras
Passam à procura do lobo mau
Alteraram sua índole
Agora, elas seguem a trilha
À procura do caçador

Um rangido:
Pode ser uma porta
Daquelas de filme de terror
Ou,
Na estrada, um carro de boi
Ou,
A porteira que abre
(*)


clicando na imagem ouvirá um SOM que escuto no rádio, de quebra, o clipe


O vento, como estava ventando agora há pouco
O agora há pouco, é porque ele parou de ventar
Voltando,
Foi o primeiro acontecimento
Eu dizia? Não, eu pensava:
O vento conversa com a árvore
E traz o barulho das cachoeiras
De repente, ele se agita
E vejo uma formiga morta
Oh! Divina e bela loucura!
A caminho de quem andas?

A descoberta de uma das origens
Asa...
As portas do tempo
A abertura das portas do tempo

O pensamento é a fala da criação
A existência é simples e perfeita
Estarei te esperando
No alto gelado
Pico dos Alpes dos Pirineus
Onde tudo é branco
E onde serei confundida com a neve
Porque a neve é branca
(*)




.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
******************
.
Em quantos podemos nos tornar?
Estar em um lugar e ser muitos
Estar em todos e ser um só
A fala que ninguém ouve
Um cachorro late
Em presença da mudança de cor da lua
O vento está brando
A árvore se aquieta
Qual é a ordem da natureza?
Ela segue o ciclo
Ciclo... ciclo... ciclo...
A ordem da natureza é...

Acorde!!!!
Você está sonhando
_ E se continuar sonhando?
Sonho:
_ Até onde me levarás?
Ouço o tic-tac de um relógio
A loucura é um estado admirável do ser
Qual o conceito da loucura?
Quem são os loucos?
Loucos,
Loucos,
Todos são loucos!
(*)
.
*********************
(*) Ajuntamentos de palavras feitos em Viçosa em 94/95.
.
.
imagens: Gnalrs Barkley imagens

5 comentários:

sandra camurça disse...

Mucho loco esses ajuntamentos de palavras(isso é um elogio,viu!?!)
Beijo no coração
Ah, gostei das imagens: muita psicodelia... ;)

sandra camurça disse...

esqueci de dizer que essa postagem me fez lembrar da poesia de Jim Morrison, The Doors, saca?

Janaina Cruz disse...

Quem nos apontará o dedo como loucos? Os loucos conseguem ver a cor do vento, consegue perceber que rugido de portas podem ser novos caminhos que abrem-se, dando esperanças ou ambigüidades.
Esse teu santinho nos inspira, nos motiva a criar.
Que Deus abençoe teu final de semana.

Jorge Pimenta disse...

querida vais,
o louco não grita. sofre a sua loucura no mais fechado dos silêncios...
um beijinho!

Vais disse...

Olá Dona Moça,
Sóóóóóóó, agradecida o elogio, tá?
Uai, Sandrinha, você me ler e lembrar Jim Morrisom, nooooossa, uau!!!
beijo, querida, também no coração

*****************

Ei Janaina,
fico feliz que aqui você encontre inspiração e motivação para criar
sinta-se à vontade
grata pelos desejos
beijo e uma ótesima semana

**********

Saudações Jorge,
discorrer sobre a loucura, a doideira, a piração, rende muita doideira, piração e loucura.

Louc@, pirad@ e maluc@ são adjetivos que são colocados em várias situações, às vezes só pelo fato de ser diferente(e penso que ser diferente é o que há de mais natural no ser humano), e não ser 'normal', estão os rótulos aí.

Não sei até que ponto alguns conseguem sofrer, ou segurar a onda da doideira no mais fechado dos silêncios, penso que em algum momento ela sai de algum jeito, seja em escritas, nos rabiscos,nas manifestações(umas bem sinistras, diga-se de passagem)
e quando não cabe mais dentro, saem pelas ruas falando, gritando, botando pra fora, sei de gente assim,
mas isto é loucura ou uma angústia/revolta insuportável?

Um abração :) prati