sábado, 15 de dezembro de 2007

*

Amor

Numa máscara copiada fiz blocos
Somente as carteiras e o quadro foram testemunhas da pressa,
da ansiedade momentânea de presentear
A face foi fácil
Empilhar os tijolos, também.
Trabalhoso foi o preparo da massa que os uniu.




***************

Eternos Desejos

Quis que você lesse belas palavras
Tentei buscar noutra realidade: imagens
Buscar um sol em vários dias de chuva
que secasse nossas roupas.
Houve uma distorção:
enquanto a terra é molhada
a calça seca sob o telhado
na encosta do caibro.

********************




O som!

Mundo Dos Negócios
Composição: Zeca Baleiro



baby

vem viver comigo

no mundo dos negócios

traz o teu negócio

junto ao meu negócio

vamos viver do comércio barato

de poemas de amor

Inté.

6 comentários:

sandra camurça disse...

Eu, Menina, muito bom os desenhos e combinou legal com a poesia. Beleza!

Beijos.

Moacy Cirne disse...

Empilhar tijolos, empilhar palavras, empilhar emoções. Em vários dias de chuva? Em várias imagens de desejo? Se a face é fácil, o verso é o avesso do difícil.

Jens disse...

Ô Vais, que legal. Muito legal. Você é boa de prosa e de traço.
Um abraço. Um beijo.

Marcelo F. Carvalho disse...

Adorei a construção que você fez! A máscara (persona = pessoa), os tijolos (miutos pedaços de alguma coisa) e a massa que os une (parte mais difícil. Porra, isto é poesia!
________________________
Abraço forte!

david santos disse...

Passei para desejar-lhe um bom final de 2007 e um bom ano de 2008.

Aproveito para LHE pedir que participe na blogagem colectiva que se está a realizar hoje, dia 17, em prol da menina Flávia

http://flaviavivendoemcoma.blogspot.com/

Acantha disse...

Lindo, lindo, VAIS!!! Adorei os desenhos. Adorei os escritos!