domingo, 25 de julho de 2010

Conheci o Rinaldo, Reizim, em Viçosa, pelos anos de 1995/96. Quando de volta a Belo Horizonte, em 96, comprei camisetas para pintar, e pedi a ele alguns desenhos e escritos que pudesse reproduzir nas ditas. Vou mostrar um pouco do que ele me enviou.


desenho: Rinaldo

Jamais conseguirei narrar
o que vi naquela tarde...
Naves maiores que as
montanhas se aproximavam.
O som das vozes dos seres
que nelas viajavam, meu Deus,
era terrível.
O sol as incomodava,
e uma delas, com um
formato estarrecedor,
pulou sobre o sol e o
devorou.

(Rinaldo/93)


***********************************


desenho: edelvais

Onde o sol se põe
Aqui no barraco
Se se acorda
Na quietude
Das madrugadas de amanhecer
Ouve-se ao longe
Latidos
Mas,
Conversa de cães
Por todo canto tem
E,
O melhor
São os galos cantando
Anunciando um novo dia
Có có có ri cóóóóó

(edelvais/24 jul 10)

Nenhum comentário: