sábado, 30 de janeiro de 2010

A Ela

.
Se a invejo?
Não, não poderia
Muito mais a admiro
Sua doçura seu desprendimento sua desenvoltura
Sua força
Se queria ser igual a ela?
Também não, não poderia
Pois, teria que ser ela
Viver sua vida
Passar onde passou
Passar o que passou
Muito mais a admiro
Sua beleza suas experimentações
Seu saber seus conhecimentos
Mulher fêmea
Ternura expressa impressa
Vibrante encantadora
Encanta canta
Leveza harmonia
Estimada querida em gestos palavras
Fonte cheia
Que derrama transborda inunda
De meiguice alumbramentos deslumbramentos
Geradora de afeição apreciação
Assim ela se faz
Assim ela está
Assim ela é
Envolvente irradia luz prazer
Muito mais a admiro

Nenhum comentário: