quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

mais alguns do


A + J + U + N + T + E

D + E

L + E + T + R + A + S


P E S S O A L


... se quiserem conto tudo que não fiz...
. .
.
.
Acredite em ser nada
Mas faça alguma coisa

.
.
Não sou nada nem ninguém
E nada mais me resta
A não ser mudar minha aerodinâmica



OPÇÃO DE ESCOLHA
Dentro da redundância
Gosto de cozinhar
Pinto e bordo
Sei lavar, passar, costurar
Só que, ganhei uma bicicleta
.

A alma mora no coração das tulipas
Passa a menina – Cora coral com seu colar
.
.
.
À BELEZA DAS CRIANÇAS
A filha pergunta/afirma à mãe:
- O homem é o melhor amigo do cachorro
?????????????????????????????????????
A mãe cala-se.


Os gritos são desnecessários
Se estou perto, vão-se os motivos
A pulsação acelera
Mesmo assim, mantenho-me fria e impassível

.
.
Morfeu, não me queira em teus braços
nas minhas horas de vigília
Esclareço-te
As horas em que me acalentas são horas
onde pontos brilham
No óleo da meia noite
.
.
Que eu caia no mais profundo dos sonos
Chegando aos sonhos
Não precisarei descrever aqueles sentimentos que me consomem
ou aqueles, que por vezes me fazem ver e ouvir um lado
que nem os próprios sabem de onde vêm
e nem porque surgem

.
.
Escrever da casa, do dono da casa
A vela queima num quarto
Ela é o universo
Iguais e diferentes, todas têm seus cômodos, suas salas
Os quintais fugiram de casa!
–Passageiros do tempo,
apertam-se nos apartamentos
.

2 comentários:

Moacy Cirne disse...

Grato pelos últimos comentários no Balaio.
O seu blogue, pelo visto,
continua mais combativo
do que nunca.
É o caso dessa
e de outras postagens.
Gostei também
de 'Opção de escolha'.

Um beijo.

Vais disse...

Saudações Moacy,
uai, agradecida também a visita
pois é, o blogue, heheh
tamos aqui nos enfrentamentos
e se gostou do 'opção...' tá gostado
beijo prati