sábado, 1 de junho de 2013

Bor cos pin dados turas turas


Se Aninha falasse comigo... Mas não há que renda assunto entre meio aquela tira bordada de pontos pontos pontos no tecido preso pelos aros de madeira.
Minha face furada furada furada preenchida por pontos pontos pontos aqui e ali cruz cruz cruz fura reta – semi – volta cruza viés na beirada para acabamento arremate nó nó nó nós um cruzado uma ponte a ponta erra e finca a carne uma gota para compor o batom da boca a língua molhada junta os fiapos da linha vermelha que enfiada no orifício da agulha fura fura fura vai volta vai voltar contornando e enchendo o molde a figura no tecido minha cara.

As mãos de tinta nas paredes pequenas marcas dedos asas um pássaro formado corpo de dedões avançam pelo teto de Pê Vê Cê sombras plastificadas vivas no branco cinza saem fênix e eu tonta de tanto pensado em todos os motivos que me levam e mais me vem quando em pé de luvas nas mãos nas beiradas do tanque da pia não as descalço para pegar na pena se fosse há muito muitos anos passados e molhar a ponta na tinta e... vem também uma variedade quando o corpo horizontal de costas tocando a superfície mira todo de frente o teto quase sempre um tudo hoje ontem trestrestresantonte o amanhã a manhã e depois e depois quando cruzo com as velhinhas pelas ruas – ficarei assim? – poderia ser assado – o peru morreu já faz muito tempo anos mesmo por causa da prova naquela gincana lá na pequena cidade onde pediram um peru branco e tão inocentes asfixiaram o peru cinza com tinta a óleo branca. Ganharam os pontos o peru morreu e não era natal. Trem mais doido lembrar disto e não era pra menos pois escrito pela criança com tinta vermelha escrita de criança na parede externa a do terreiro a morte do peru e coberto pela mesma menina com tinta preta pelo incômodo de todos os dias bater os olhos na lembrança e por cima do preto o pintor que nada sabia passou o rolinho molhado de verde – tá vendo duas demão tampa tudo!


***********************

O Som!!!!!!!

Rage Against the Machine - Wake up 

2 comentários:

Assis Freitas disse...

olha o que pinta, demão em mão


bj

Vais disse...

que pinta e borda
trans
borda

beijinho, Assis