terça-feira, 4 de setembro de 2012

da cabeça aos pés


um presente: respiro,  transpiro, espirro, inspiro, expiro, transito...
caminhos apertados, curvas sinuosas e as retas: menor distância entre dois pontos.
as palavras induzem, seduzem
correm como fogo
envolvem em movimentos ondeantes o corpo
galgam as colunas
despem em espiral
deslizam
desnudam e aumentam a velocidade dos giros
e o diâmetro se estende
irradiam cores translúcidas
por toda a atmosfera da esfera
conectam ligadas por a ponte viva, saem entram, vem e vão
chocam em faíscas eletrificadas: redemoinhos dos planos
sete tons
o arco-íris em toda a sua curvatura explode espalha energia colorida
enquanto o beija-flor suspenso suga o néctar d’alguma flor

5 comentários:

Bípede Falante disse...

Esse trajeto entre dois pontos a gente vive ora pequeno ora grande, não é??
Beijoss :)

Vais disse...

Lelena, seu comentário me trouxe uma palavra que não veio na saída deste escrito, distância, pensei em trajeto e caminho

pois sim, e sinto que tem muito a ver com a distância

mudo lá trajeto por distância

beijoss pra você também moça bípede

Assis Freitas disse...

uma plêiade de significados: em trânsito



beijoos

LauraAlberto disse...

como numa estrada a mil

beijinho

Vais disse...

e assim continuamos, em trânsito
cosmicamente

beijos, Assis


****************

a mil giros

beijinho também, Laura