segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

pois é, né?

Levantou a poeira, e ela tá levantada e alta.
Tô esperando baixar, pois faz os olhos arderem e a garganta secar.


**********************
Tô no cu da cobra
Preciso mexer mais
Tá apertado
Quando sair, volto
Rapadura é doce
Mas, decididamente
Não é mole
(Repeteco, e tô copiando da Líria Porto, com comentários de Jens e Moacy)

************************
Uns Sons!


Galope
Gonzaguinha

Composição: Gonzaga Jr.

O galope só é bom quando é a beira mar
O galope só é bom quando se pode amar
Esse mote só é bom bem livre de cantar
Falar em morte só é bom quando é pra banda de lá
É sacode a poeira

Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança
Casa de ferreiro, espeto de pau

Quem não engole espinha nunca vai se dar mal
Quem não dança minha dança é melhor nem chegar
Se puxou do punhal tem que sangrar
Tem que sangrar tem que sangrar
É sacode a poeira
Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança
Me dê um cadinho de cachaça...

Me aqueça, me aperte, me abraça...
Depressa, correndo, vem ligeiro
Me dê teu perfume, dê um cheiro
Encoste em meu peito o coração
Vamos mostrar prá esses cabras como se dança um baião
E quem quiser aprender é melhor prestar atenção
É sacode a poeira Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança
Deixa essa criança chorar, deixa essas criança chorar

Não adianta cara feia, nem adianta se zangar
Que ela só vai para quando essa fome passar...
e doutor,uma esmola a um pobre que é são
Ou lhe mata a vergonha, ou vicia o cidadão
É sacode a poeira

Imbalança, imbalança, imbalança, imbalança

E no embalo: Galopando

6 comentários:

Assis Freitas disse...

porreta isso tudo, galope e verso


beijo

Jens disse...

Sacode a poeira, Feiticeira. À galope.

Beijo, Vais.

Cris de Souza disse...

" Tô no cu da cobra"

expressão apropriadíssima para o aperto, mas ri largamente.

beijo, querida.

Vais disse...

Porreta mesmo, Assis, é você por estas bandas.
beijo

***************

Simpático,
tô sacudindo,
tô sacudindo,
beijinho prati Jens

*************

Olá, moça Cris-tal
às vezes pinto o capeta mais feio do que ele é, mas o aperto tá aqui.
e a expressão ouço desde pequena:))) também fico rindo
beijo também querida

Jorge Pimenta disse...

xi, e agora com este carnaval não vai ser fácil deixá-la assentar, verdade? :)

beijinho, querida amiga!

Vais disse...

Ei, Jorge, até que nem tanto, moço, feriado, fim de semana, a hora fica mais solta dos cumprimentos, e por aqui chove, chove, o céu de BH está tomado pelas nuvens, como cantamos o Tom
"São as águas de março fechando o verão
É a promessa de vida no teu coração."
Abração