sexta-feira, 1 de outubro de 2010

.

Ligação direta Fios desencapados Metal no metal Uma faísca Uma sinapse As cores atravessaram as retinas Tecidos brancos de cores saídas Sugadas Ou iniciadoras do movimento Um vetor Corredeiras vermelhas Veias, vasos, terminações, tecidos As linhas das bandeiras Descosidas, cruas Os fios tecendo Uma nova tez Outra pele Com a superfície do corpo

.

.

*************************

.

.

=> Para desgosto o Marcelo, Pirata Zineiro, não está mais navegando com o blogue http://olado-z.blogspot.com/ <=

7 comentários:

Marcelo F. Carvalho disse...

Este Capitão Pirata precisa parar de dar sustos na gente! Precisa ancorar por mais tempo!

Vais disse...

Olá Professor,
Pois é, né Marcelo, é mesmo um desgosto
mas, quem sabe ele não volta?
valeu pelo comentário
abração prati

Jorge Pimenta disse...

ainda procuro as pontas das linhas que se dobam em volta do corpo. um tecido fino e de corte perfeito!
um beijo!

Jens disse...

Vim te ver.
Bj.

Vais disse...

Olá Jorge,
o início
o fim
nós pequenos atam
o início
o fim
...
um beijo
e grata pela presença

**********

Ei Simpático,
Querido Jens, que bom te ver por aqui, moço!
venha sempre que rolar
um carinho e
pra cima com a viga

bejim

Roy Frenkiel disse...

Donde esta el Pirata? No mais, excelente poesia, pra variar.

bjx

RF

Vais disse...

Ei Roy,
uma brincadeirinha:)
Ele deve de tá lá em Brasília:)

Tomara que ele volte qualquer dia com o blogue.

Valeu por ter gostado

beijo