sábado, 20 de março de 2010

Espalhos e Gerânios

.



Quando o bicho pega
Quando nas confusões
Quando o trem esquenta
entre/com as fofas
Dou espalhos
Quando começo e vou indo na falação, a Elena vai até aos vasinhos de gerânios, colhe uma florezinha dos cachinhos e oferece a mim.

Há algum tempo, ganhamos mudas de gerânios, de flores vermelhas, brancas e vermelhas mais escuras.
Pega, brota e dá que é uma beleza, parecem até coelhas, hoje são muitos vasos.

Pensando num perfil por fazer, um Perfilores, veio a idéia de colocar na cabeça um vaso de gerânio em flor, para que uma das mãos à cabeça fizesse mais que, apenas, barrar o ar.

Pesquisei um pouco sobre os gerânios e descobri, dentre tantas outras utilidades proporcionadas pelo óleo extraído e das folhas, que eles são originários da África do Sul, que o nome científico é pelargonium hortorum e tem origem na palavra grega pelargos, que quer dizer cegonha, dada a semelhança do fruto com bico desta ave.
Que o gerânio acorda, desperta, coloca os sentimentos no aqui e agora, na realidade.
Que antigamente as pessoas plantavam gerânios ao redor da casa, com a intenção de afastarem maus espíritos e trazerem sorte aos bebês, atribuindo à planta poder de proteção.



*imagens: net

Nenhum comentário: