segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

((((((((antenada)))))))))))

Este, é de quando fazia uns programas.
Não resisti, trouxe um samba lá do Balaio Porreta.
Inté Moacy Cirne.
.
SAMBA DO CRIOULO DOIDO
(Sérgio Porto, 1968)
.
Este é o samba do crioulo doido. A história de um compositor que durante muitos anos obedeceu ao regulamento e só fez samba sobre a História do Brasil. E tome de Inconfidência, Abolição, Proclamação, Chica da Silva e o coitado do crioulo tendo que aprender tudo isto para o enredo da escola. Até que, no ano passado, escolheram um tema complicado: a atual conjuntura.Aí o crioulo endoidou de vez e saiu este samba:
.
Foi em Diamantina, onde nasceu JK,
Que a princesa Leopoldina arresolveu se casar.
Mas Chica da Silva tinha outros pretendentes
E obrigou a princesa a se casar com Tiradentes.
Laiá, laiá, laiá,
O bode que deu vou te contar.
Laiá, laiá, laiá.
O bode que deu vou te contar.
Joaquim José, que também é da Silva Xavier,
Queria ser dono do mundo e se elegeu Pedro II.
Das estradas de Minas seguiu pra São Paulo e parou na Anchieta.
O vigário dos índios aliou-se a Dom Pedro
E acabou com a falseta.
Da união deles ficou resolvida a questão.
E foi proclamada a escravidão.
E foi proclamada a escravidão.
Assim se conta esta história.
Que é dos dois a maior glória,
Mas Leopoldina virou trem
E Dom Pedro é uma estação também.
Ô, ô, ô, ô, ô, ô,
O trem tá atrasado ou já passou.
Ô, ô, ô, ô, ô, ô,
O trem tá atrasado ou já passou.

Nenhum comentário: