quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

alguns de 96/97

.
A arte com barulhos ou silêncios
Faz
beim! beim! beim! beim!
.
**************************

Escrever é tão mais fácil que desenhar!
A abstração, feita palvras, torna-se bastante concreta:
Um fantasma é o lençol com dois buracos?
Fazendo buuuuuuuuuuuuuuu?
.
********************************

Observe-as.
A posição das pupilas revela o grande segredo.
Mona Lisa dos mistérios.
Seu olhar, seu sorriso riem dos extremos insensíveis.
.
***************************

A porta bate assustadoramente
Sai quebrando pensamentos, provocando riscos
A interrupção pode provocar paradas súbitas
‘ o cumpade pode batê as bota ali mes’
.
*********************************

um lamento enche toda a casa...
três donzelas um cavalheiro
apenas uma será escolhida
dei um tempo
no silêncio
os pregos pendem
projetam sombras
vão-se misturando os temas
a chuva cai, pára, cai
e mesmo assim,
cinco tulipas grudadas ao papel
continuam secas
como terminarei o que escrevo?
A chuva leva-me às luzes do belo horizonte
Final de dezembro está próximo
.

Nenhum comentário: