quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

*

As Vidas Secas

São tocos de braúna e arame farpado que demarcam as terras.
Os seres seguem na procissão, vão muntados nela, oras!
De um lado, a parafina quente escorre queimando
Do outro, o ferro pontiagudo sangrando
E não muito longe dali,
a carcaça dum boi vê com seus buracos
o abutre se deliciar com os olhos da Baleia.
- Fabiano, pobre animal Fabiano!
Com sua Vitória sob o baú,
seguem pelo Sertão à caça do cheiro da chuva.

* este asterisco será o ponto comum entre as poesias, poemas, escrtios, que faltam, e acertado os anteriores, do concurso.



Som!


Um Filho e Um Cachorro
Composição: Zeca Baleiro

Já tenho um filho e um cachorro
Me sinto como num comercial de margarina
Sou mais feliz do que os felizes
Sob as marquises me protejo do temporal

7 comentários:

Jens disse...

Oi Vais.
Com a transposição do rio São Francisco a seca vai acabar. O sertão vai virar mar. Será? (Oremos para que a resposta seja sim).
Um beijo. Arriba!

Marcelo F. Carvalho disse...

"...seguem pelo Sertão à caça do cheiro da chuva". Essa passagem é particulamente bonita.
Acho que o sertão continuará sendo sertão. Sempre. Alguém um dia falou que ninguém quer levar sol pra áreas de geleira, por que levar água para o deserto? Na lógica desse pensamento, assim como os esquimós, deveríamos elaborar uma forma de lidar com o sertão.
______________________
Não sei sinceramente o que pensar.
______________________
Abraço forte!

Moacy Cirne disse...

Cheiro da chuva, cheiro de terra (m)olhada, cheiro de poema: Graciliano, Graciliano! Beijos.

Doutroladodomar disse...

As vêzes as marquises não dão conta de me proteger dos meus temporais...

Um ano cheio de proteção pra você, Vais.

Grande beijo.

Sombra do Sol disse...

Olá bom dia, fim de semana dia de atualizar a leitura. Fiquei feliz com seu comentário na minha pagina, sempre procuro com meus textos tocar ao coração, quem sabe assim não consigamos um mundo mais fraterno e irmão. Estou usando o talento que Deus me deu. Saiba que cada um de vocês possui um lugar especial no meu coração. Quando leio cada comentário, vejo que carrego em meu ser várias marcas de pessoas extremamente importantes. Pessoas que, no contato com elas, me permitiram ir dando forma ao que sou, transformando-me em alguém melhor, mais suave, mais harmônico, e você faz parte desta transformação. Tenha um lindo fim de semana com muita paz, saúde e luz. Abraços fraternos do amigo.
http://sombradosol.zip.net/

sandra camurça disse...

Querida-querida, Menina do MST, sempre pensando na terra, nas gentes...

Mas cê é doidinha por esse disco do Zeca Baleiro, né? Ele é bom demais mesmo :D

Um cheiro de maresia que Iemanjá te mandou conchas, búzios e corais do fundo do mar...

Vais disse...

Olá Sandrinha,
o cheiro veio
as conchas os búzios os corais
eu fico sorrindo quando você escreve menina do MST.
Já estive metida com eles em algumas e espero que em muitas mais.
Este cd do Zeca, eu comprei depois que o escutei, num programa, cantando só voz e violão a música 'telegrama', aí eu quis o disco, ahaha, ainda bem que tinha a grana.
Eu gosto bastante.
beijo

beijos